Anjo Inútil


Página seiscentos e trinta (cerca de seiscentas gramas e picos) - 16Jul2018 17:40:00


Desta vez trouxera comigo, disfarçado de guarda-chuva, um daqueles Faustpatronen que nos últimos dias da guerra costumávamos passar aos homens mais velhos da Guarda Patriótica; esta arma de tiro único fora concebida para abater tanques, e a minha intenção era dispará-la contra os dois pianos de Chostakovich, na esperança de lhe imobilizar finalmente o coração. 

(continuação daqui e daqui


Fonte: http://anjoinutil.blogspot.com/2018/07/pagina-seiscentos-e-trinta-cerca-de.html

Nine Inch Nails - 10Jul2018 11:26:00




("bad witch", novo álbum, quero dizer, novo E.P. - tem sido assim ultimamente)

Fonte: http://anjoinutil.blogspot.com/2018/07/nine-inch-nails.html

Eu também sou candidato e prometo falhar - 06Jul2018 11:02:00



Em pouco mais de um mês passamos do fim do mundo para a circulação de bo(r)la. Com gosto, continuamos a marcar na própria baliza: proponho uma escola de formação em auto-golos. Com gosto, continuamos a escancarar as portas de casa, uns era no faice, outros é a dar a outra face em qualquer ecrã por perto: proponho uma casa dos segredos à vista de todos. Com gosto, continuamos a negociar com a imprensa, com a praça pública, com os comentadeiros a soldo da justiça (dizem-nos): proponho uma residência artística para trabalharmos estas temáticas ainda mais em conjunto. Com gosto, e requinte, negociamos com esses empreendedores que representam os jogadores que por eles são (supostamente) representados, ou familiares que representam jogadores por eles paridos, não necessariamente por esta ordem: proponho contratos de palavra dada, almoçaradas entre gente de bem, e quando alguém se sentir afrontado poderá livremente seguir o seu caminho.

Proponho o livre mercado desde que não prejudique os clubes rivais, apenas o nosso, se for caso disso. Proponho uma nova academia do quase, a criação de um falhódromo, uma SAD cuja abertura a CMVM distinga com um pontapé bem assente no nosso cu. Proponho um rugido mais baixo para não incomodar ninguém. Proponho uma tríade de treinadores que englobe o (tal) que já foi, o (tal) que aqui está e o outro que certamente virá no sorteio de Setembro. Proponho a redução do número de lugares disponíveis no estádio, para não termos que passar outra vez pela humilhação de ter uma média de espectadores superior à do campeão nacional. Proponho-me prometer uma cláusula de assistência às variantes psicológicas que possam, de alguma forma, perturbar o livre arbítrio dos profissionais do nosso clube, mas apenas no futebol. Aos outros digo: prometam falhar. Sem isso não se ganha.

(originalmente publicado aqui)


Fonte: http://anjoinutil.blogspot.com/2018/07/eu-tambem-sou-candidato-e-prometo-falhar.html

Pergunta: - 06Jul2018 10:31:00


Talvez nos sapatinhos à foda-se no canto inferior direito? Na rendinha da calça (calção?)? Nos aplausos que se escutam, sem grande esforço de imaginação, rodeando a arena? Esqueçam a arena, esqueçam o PAN, o Bloco, os esfomeados de causas fracturantes. Concentrem-se na imagem. Obrigado. Agora podem ir sossegados passear o cãozinho.

(imagem daqui)


Fonte: http://anjoinutil.blogspot.com/2018/07/pergunta.html


O nosso mundo é um parque temático - 01Jul2018 21:33:00


Os Xutos foram definitivamente institucionalizados. Não tarda serão uma t-shirt da primark. Em versão portuguesa, claro. Numa feira perto de si e do presidente.   



Fonte: http://anjoinutil.blogspot.com/2018/07/o-nosso-mundo-e-um-parque-tematico.html

E assim acontece - 01Jul2018 14:52:00



O Marcelo foi à Rússia no intervalo entre dois abraços. O neto do Fernando Santos também. A selecção de todos nós por lá andou a espalhar o seu perfume de um futebol sem balizas, jogando muito mal sem bola, segundo informação privilegiada de Rui Santos. O Sporting tem um novo treinador a prazo. Bruno de Carvalho, de certeza, vai andar por aí, para que não nos falte nada em matéria de segurança nacional. Hoje a PJ não efectuou quaisquer buscas no estádio da Luz, apenas no google. Assim não dá: não tarda e temos mesmo que começar a falar de coisas realmente importantes para o destino do país e da humanidade. Ainda bem que a silly season está à porta. Obrigado.



Fonte: http://anjoinutil.blogspot.com/2018/07/e-assim-acontece.html



Um espantalho oficial, submerso em si mesmo - 18Jun2018 16:02:00


Trezentas e ... setenta e nove páginas (até ver sem problemas de maior), cerca de quatrocentas e tal gramas, mais coisa menos coisa, quantas palavras?, não se sabe bem, e a procissão anda vai mais ou menos com o adro ao alcance da vista. Central Europa continua a deslumbrar sem forçar muito. É claro que entremeei esta leitura (até ver) com alguma angústia, trabalho, outras leituras (caminhos desaguados, ou ali entroncados), e alguma ginástica (o livro ultrapassa bem um quilograma). E agora vou para ali continuar na frente leste, nas duas frentes, quero dizer, está tudo virado do avesso. 


Fonte: http://anjoinutil.blogspot.com/2018/06/um-espantalho-oficial-submerso-em-si.html


Anthony Bourdain (1956 - 2018) - 08Jun2018 18:48:00


Com ele percebi alguns dos significados para essa palavra nómada que (normalmente) conhecemos como "cultura".


Fonte: http://anjoinutil.blogspot.com/2018/06/anthony-bourdain-1956-2018.html

The End? - 20Mai2018 21:06:00


as notícias da nossa morte são manifestamente exageradas...


Fonte: http://anjoinutil.blogspot.com/2018/05/the-end.html


O último a sair que feche a porta - 16Mai2018 16:36:00



A páginas tantas, em "Central Europa", Vollmann escreve (através de um dos seus personagens sem nome ? conseguimos imaginar a sua pérfida profissão) o seguinte: estou disposto a aceitar a tese segundo a qual é preferível uma política coerente a política nenhuma. Vollmann dota esta personagem (melhor dizendo narrador - uns dos vários) de uma fina ironia, tão fina que por vezes nos cortamos na leitura. Tão fina que não vou sequer (vos) tentar contextualizar.

Aproveito apenas para friamente assinalar que, esta época, o Sporting teve uma dose de coerência que em tudo se assemelha a uma política. A equipa, de forma coerente, não jogou nada. Jorge Jesus, de forma coerente, foi mantendo a sua ideia. Esta coerência apenas foi ligeiramente alterada após o jogo com o Atlético (por razões que todos sabemos: a posta do Presidente e o desgaste da equipa com lesões, castigos, cansaço). E, por fim, o Presidente (e toda a sua equipa se é que existe uma equipa) foi coerente no seu caminho para o abismo. Até ontem ainda havia a possibilidade de recuarmos. Hoje a queda livre não permite pensar sequer em milagres.

E teria bastado alguma imprevisibilidade, alguma (porque não?) incoerência, tanto na equipa e no treinador para chegarmos a outro porto. Quanto ao Presidente, não sei se já se inventou uma palavra para o sucedido. Talvez suicídio. Mas não quero ser coerente.


Fonte: http://anjoinutil.blogspot.com/2018/05/o-ultimo-sair-que-feche-porta.html

Danilo Ki? - 10Mai2018 17:24:00


O cortejo silencioso comandado por Bandoura só arvorou as bandeiras, vermelhas e negras, na proximidade dos bairros operários, e os estandartes desfraldaram-se ao vento produzindo um ruído funesto, vermelho-fogo e negro-nocturno - símbolos próximos da linguagem das flores, mas não desprovidos de contexto social.  
"Honras Fúnebres", Danilo Ki?

Danilo Ki?? Os seus livros estão esgotados. Quero dizer: fora do mercado. Sem novas edições, ainda se consegue arranjar qualquer coisa online. Como cheguei a Danilo Ki?? Por portas travessas do Vollmann. A odisseia Vollmann terá começado com aquela coisas do Vós, luminosos e tal, espalhando-se como uma doença até (vejam bem) ao Cão. Espelhos, acasos, ressonâncias que se propagam desde as primeiras leituras. A abertura de um livro: "Central Europa", as mãos em concha (mas aquilo é muito peso), uma, duas páginas e lê-se que Central Europa é dedicado à memória de Danilo Ki?, cuja obra- prima "Uma tumba para Boris Davidovich" me acompanhou [sim, sim, ao Vollmann] durante os anos em que me preparava para escrever este livro. Danilo é nome de jogador da bola, mas Ki? é outra coisa. Pesquisei. Voltei a pesquisar. Já sei do paradeiro de Uma tumba para Boris Davidovich, mas cheguei primeiro à Enciclopédia dos mortos (algures no depósito de uma biblioteca - é para isso que elas servem). Dá para desenfastiar de Vollmann. A digestão de Vollmann é para se ir fazendo. Sem tréguas. 



Fonte: http://anjoinutil.blogspot.com/2018/05/danilo-kis.html


O rei vai nu - 08Mai2018 10:16:00

Ou, só não vê quem não quer: este pensamento tem (fundamentalmente) retroactividade. É só o que me apraz dizer sobre Sócrates (e não me refiro, obviamente, ao filósofo). 


Fonte: http://anjoinutil.blogspot.com/2018/05/o-rei-vai-nu.html


Central Europa - 04Mai2018 14:49:00


Cerca de um quilo (a passar). Novecentas e dezanove páginas. Quase duas semanas para chegar a casa. A Fnac (sem comentários) informava que demoraria dois a quatro dias (encomenda ao editor). Mesmo tendo em conta o fim-de- semana e feriados demorou sete dias úteis. Quase duas semanas.  Começa assim: 

O minúsculo telefone preto, o polvo, quero eu dizer, o deus da nossa Divisão de Comunicações, possui um esconderijo secreto algures em Berlim (o mais provável é que este seja a própria cidade de Moscovo, que um dia um general Alemão apelidou de "centro nevrálgico do inimigo").



Fonte: http://anjoinutil.blogspot.com/2018/05/central-europa.html

L'imagination au pouvoir - 02Mai2018 16:56:00


O Jornal I hoje faz capa com os cinquenta anos do início do Maio de 68. Durou um mês, mais coisa, menos coisa, mas o seu espírito (dizem alguns) chegou até nós. Como espírito não sei, como slogan publicitário de certeza, aliás devidamente empacotado (e domesticado) na estrutura do sistema capitalista. Como as calças rotas do Punk que se podem comprar por aí, ou as t-shirts dos Ramones na primark.

Parece que foi Roger Scruton que disse ter visto no Maio de 68 meninos burgueses a atirar pedras a polícias oriundos do povo. Estes polícias (supostamente) oriundos do povo são uma forma de contornar a questão e antecipam em muitos anos as t-shirts dos Ramones da primark. Não fosse a polícia o braço mandado de qualquer elite e estaríamos conversados. Charles de Gaulle terá aplaudido. Sucede que esses meninos burgueses, pelo menos, ainda tinham capacidade para se entediar, ou mesmo para se indignar. Nada, de resto, que fosse possível hoje. A não ser num qualquer púlpito indignatório de uma rede social.

Debord e os situacionistas, nas suas críticas à sociedade do espectáculo, foram absolutamente visionários. Longe de transparecerem (apenas) a realidade de uma época (e eles surgem como movimento ainda nos anos cinquenta) criam, isso sim, um movimento (sobretudo) artístico, absolutamente embrionário na perceção da sociedade que se estava a criar e que desaguou naquilo que somos hoje. E isto em termos de urbanismo, arte, economia, sociedade. 

A parque tematização da nossa sociedade radica na parque tematização do pensamento. Não sei se a sociedade do espetáculo de Debord serve para compreender tudo. Não servirá. Nem Debord nos seus devaneios mais bem bebidos terá sonhado com isso e com isto. E se sonhou, em breve teremos uma t-shirt ou um vídeo numa rede social a confirmarem-no.


Nota: temos que reconhecer que a imaginação terá mesmo chegado ao poder: basta observar a forma como o ex Ministro Pinho (entre muitos outros) toureou de forma criativa a nossa democracia, para reconhecermos a nossa reiterada burrice.


Fonte: http://anjoinutil.blogspot.com/2018/05/limagination-au-pouvoir.html



Shock Corridor - 27Abr2018 11:25:00



gostava de rever isto...

Fonte: http://anjoinutil.blogspot.com/2018/04/shock-corridor.html

Painel controlo
  • Email:
  • Palavra-passe:
  • Lembrar dados
  • Ir administraçào


Procura
Estrangeiro
Música

Ouçam!

Anedotas
No gabinete do ministro:
- Marca uma reunião com os ministros para sexta-feira - diz o ministro.
- Sexta-feira é com "s" ou com "x"? - pergunta a secretária.
O ministro após pensar um pouco responde:
- Marca para quinta.
Sondagens
Música Preferida
Rock
Popular
Tradicional Portuguesa
Clássica
Outros ladens

raspinja

lisura

afmach

agostinhodasilva

fausto

teoriadoscalhaus

rodinha26
©2018, BlogTok.com | Plataforma xSite. Tecnologia Nacional